sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Alimentos que ajudam a bronzear



Tão comum como as dietas para emagrecer e as formas de perder peso, o chegar do verão traz junto dele as muitas  preocupações com o corpo e a vontade de exibir um bronzeado de fazer inveja. É neste momento que se decide recomeçar a dieta iniciada antes do Natal ("Vou começar o ano linda") ou da Páscoa ("Agora é que é a hora da verdade!") e se lança mão dos anti-celulíticos e dos autobronzeadores e das dietas detox para emagrecer e ficar bem.

Já se sabe que não há receitas milagrosas para emagrecer, mas sabe-se acima de tudo que, mais do que atacar o problema a partir de fora e em cima da hora, o mais eficaz é partir do interior (literalmente) e antecipar-se à época veraneia. E isto vale não só para emagrecer como para o bronzeado. 

Afinal, ficar a torrar ao sol em sessões intermináveis de ‘trabalho para o bronze' está fora de moda e faz mal à saúde e os auto-bronzeadores, embora consigam dar à pele uma cor com cheirinho a praia, estes não duram para sempre. 


Mas também não vale a pena perder as esperanças, o que tem a fazer é usar o conhecimento das mais recentes investigações na área da nutricão e da biologia para montar um plano de trabalho. Com os alimentos certos na combinação adequada pode, além de perder umas gordurinhas, ficar com um tom de pele perfeito! 

E é mais fácil do que possa pensar, um regime rico em nutrientes que favoreçam a produção de melanina nos dois meses anteriores à exposição solar não só ajuda a conseguir um bronzeado mais rápido como a que este se mantenha durante bastante mais tempo. 

A ideia não é apenas bronzear mais depressa mas também bronzear melhor. Para isso, à dieta usual - que passa geralmente pela diminuição de gorduras e hidratos de carbono e o aumento da ingestão de frutas e verduras - há que juntar nutrientes específicos que têm o condão de preparar a pele para o sol. E aqui as palavras mágicas são: caratenóides e antioxidantes. 





Caratenóides, os químicos das plantas

Se acha a palavra estranha e difícil de pronunciar, não se preocupe porque vai ficar a saber que os caratenóides são substâncias fitoquímicas (provenientes dos vegetais) responsáveis pela cor vermelha, amarela e laranja de certos alimentos e com propriedades benéficas para a saúde, nomeadamente da pele. O betacaroteno, também chamado de pró-vitamina A, é o mais conhecido, mas a zeaxantina, o alfacaroteno, a betacriptoxantina, o licopeno são outros caratenóides com capacidade para activar a produção de melanina e proteger a epiderme dos efeitos nocivos dos raios ultra-violeta já que combatem os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento celular. 

Como são facilmente destruídos quando cozinhados, por isso, o ideal é ingerir os alimentos que os contêm crus. 

Betacaroteno
Porque faz bem: este pigmento vegetal é convertido pelo organismo em vitamina A ou retinol (a forma activa da vitamina A) que estimula a produção de melanina, o tal pigmento que dá cor à pele. Tem um papel fundamental na visão, contraria os efeitos do envelhecimento celular e tem um efeito positivo nas doenças cardiovasculares.

Onde se encontra: na cenoura, damasco seco, polpa de tomate, batata-doce, nêspera, melão, couve-galega, repolho, papaia, kiwi, agrião, espargos, espinafres, nabos, brócolos.
Atenção: ingeridos em excesso os betacarotenos podem dar à pele uma cor alaranjada, de que ninguém gosta. 

Alfacaroteno
Porque faz bem: Os estudos realizados sugerem que o alfacaroteno tem efeitos mais poderosos do que o caroteno apesar de se encontrar em doses menores nos alimentos. 

Onde se encontra: em todos os alimentos que contêm betacaroteno. 

Licopeno
Porque faz bem: responsável pela cor vermelha do tomate, o licopeno aumenta a capacidade de resistência aos raios ultravioletas e reduz as probabilidades de contrair cancro da próstata, estômago, pulmão e colo do útero. 

Onde se encontra: está presente no tomate fresco mas neste caso, e ao contrário dos outros caratenóides, a cozedura estimula a absorção pelo organismo. Também se encontra na melancia, na cenoura e na papaia.

Luteína 
Porque faz bem: protege a pele e os olhos das radiações solares.

Onde se encontra: nas verduras de cor verde e verde-escura, como os espinafres, couves-de-Bruxelas, algas, ervilhas e alface. 

Zeaxantina 
Porque faz bem: tem um feito protector dos raios ultra-violeta. 

Onde se encontra: milho, nectarina, papaia, laranja, melão, brócolos, maçã e pêssego.


Ómega 3 faz bem à pele

Os caratenóides são substâncias lipossolúveis, isto é, dissolvem-se na gordura, pelo que consumir uma percentagem das chamadas gorduras boas, os chamados ácidos gordos essenciais ou ómega 3, estimula a sua absorção pelo organismo. 

Além disso, estas gorduras, presentes nos peixes gordos como o salmão e sardinha, ajudam a reparar os efeitos nocivos do sol e a manter o tónus da pele, por isso certifique-se de que não as exclui totalmente da dieta. 

Antioxidantes, os benfeitores da pele

Se os carotenóides estimulam a produção de melanina e aceleram o processo de bronzeamento, os antioxidantes vão proteger a pele dos efeitos dos radicais livres e evitar o seu envelhecimento precoce. A vitamina C, E e o betacaroteno são antioxidantes bem conhecidos, mas os flavonóides, presentes nos chás verdes e preto, maçãs, couve, cebolas, derivados da soja, salsa, beringela e pimenta, parecem ter uma capacidade ainda maior neste domínio. 

O efeito dos antioxidantes é maior quando são consumidos em associação uns com os outros. Por isso, certifique-se de que combina os flavonóides com vitaminas C, E e do complexo B, e minerais como o zinco, ferro, cobre e selénio.




Vitamina C 
Porque faz bem: favorece a formação de novo tecido cutâneo e protege a pele dos radicais livres, evitando o seu envelhecimento prematuro. É vital para a produção de colagénio e tem uma função importante na cicatrização de feridas e queimaduras. 

Onde se encontra. citrinos, couves-de-Bruxelas, morangos, pimentos, espinafres, pêssegos, salsa, couves, nabiças, bróculos, agrião, morangos. 

Vitaminas do complexo B 
Porque fazem bem: essenciais na manutenção do metabolismo das células, nomeadamente dos tecidos conjuntivos e mucosas, estas vitaminas ajudam a manter a saúde da pele, do cabelo e das unhas. 

Onde se encontram: pão e cereais integrais, carne, leite, ovos e verduras verde escuras.

Vitamina E
Porque faz bem: combate os radicais livres, fortalece as paredes dos capilares e previne os danos causados pelo excesso de exposição solar.

Onde se encontra: soja, gérmen de trigo óleos vegetais, frutos secos, abacate.

Zinco
Porque faz bem: contribui para a renovação da pele. 

Onde se encontra: frutos do mar, ostras, aves e cereais, nozes.

Selénio 
Porque faz bem: associado à vitamina E, é um poderoso antioxidante que ajuda a manter a elasticidade dos tecidos e a compensar os danos causados pelo sol. 

Onde se encontra: gérmen de trigo, cereais integrais, peixe, levedura de cerveja e nozes. 

Fonte: Barbara Bettencourt
Link para o texto original: http://www.g-sat.net/beleza-1390/alimentos-que-ajudam-a-bronzear-332314.html