terça-feira, 21 de maio de 2013

Maca peruana a planta que ajuda a emagrecer, aumenta libido e imunidade


Estava eu fazendo uma pesquisa sobre alimentos funcionais, que ajudam a emagrecer e são bons para estimular a libido e todos os sites que li me levaram a escrever sobre a Maca Peruana, ou Maca Andina, como também é conhecida. Fonte de vitaminas, minerais, proteínas, fibras e mais uma incansável lista de outros nutrientes, a maca peruana se tornou a nova aliada de quem cultiva uma dieta saudável.

A Maca Peruana, alimento que leva esse nome por ser mais cultivado no Peru, na parte da Cordilheira dos Andes, é um tubérculo, muito parecido com o rabanete, que é mais consumido em cápsulas ou em pó. 

A raiz é um alimento muito nutritivo, repleto de vitaminas, esteróis de plantas, muitos minerais essenciais, aminoácidos e gorduras saudáveis. Tradicionalmente, tem sido usada por proporcionar uma variedade de benefícios à saúde. Tanto homens como mulheres têm relatado aumento significativo no libido e desejo sexual, aumento de energia, vigor e sensação de bem-estar geral. Algumas mulheres relataram bons resultados para aliviar os sintomas da TPM e menopausa. Não contém cafeína, como guaraná e café, por isso não afeta o sistema nervoso central.



Confira a seguir seus principais benefícios:

Efeito afrodisíaco: Um estudo publicado no Asian Journal of Andrology e conduzido por um pesquisador da Universidad Peruana Cayetano Heredia, no Peru, com homens com idades entre 24 e 44 anos durante quatro meses, observou aumento da quantidade de sêmen, na contagem de espermatozoides e na motilidade espermática.Outras pesquisas destacaram ainda que a ingestão do tubérculo aumentava o desejo sexual e reduzia os níveis de estresse e ansiedade do indivíduo. Acredita-se que o alimento tenha ação sobre o hipotálamo e as glândulas suprarrenais, o que lhe conferiria tais efeitos estimulantes.

Ajuda a emagrecer: Embora mais da metade da composição da maca peruana seja de carboidratos (59%), ela pode ajudar quem deseja emagrecer por ser rica em fibras, que aumentam a saciedade, reduzindo o apetite. Vale lembrar, que apenas o consumo do alimento sem qualquer mudança de hábito ou acompanhamento não apresentará mudanças significativas. Junto com um plano alimentar, por outro lado, pode se um grande aliado.


Previne o diabetes: Segundo o nutrólogo Roberto Navarro, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), a maca peruana "Diminui a velocidade da absorção de glicose pelo corpo graças ao alto teor de fibras e também porque inibe a ação de uma enzima, que atua no processo de digestão". Isso evita a liberação de grandes quantidades de insulina de uma só vez, o que poderia levar à resistência celular à substância, favorecendo o diabetes.


Boa para o coração: "A maca peruana contém ômega 3, que protege a saúde cardiovascular graças a seu efeito vasodilatador e regulador do colesterol", afirma a nutricionista Roseli Rossi, especialista em nutrição clínica funcional da clínica Equilíbrio Nutricional, em São Paulo. O ômega 9 nela presente também atua sobre o colesterol, diminuindo o nível total e do colesterol ruim (LDL) e aumentando as taxas do bom colesterol (HDL). Para completar, aminoácidos da maca peruana estão envolvidos no controle de gorduras no sangue e da hipertensão.


Auxiliar no tratamento da anemia: "Em 100 g de maca peruana é possível obter 16.6 mg de ferro, nutriente que em baixas concentrações no organismo pode levar à anemia ferropriva", explica o nutricionista Israel. A necessidade diária do nutriente varia de 11mg a 8mg para homens e de 15mg a 18mg para mulheres, conforme a idade. O ferro é um nutriente fundamental para a síntese de células vermelhas do sangue e para o transporte de oxigênio.Para aumentar a biodisponibilidade do nutriente no organismo, lembre-se de consumi-lo com alguma fonte de vitamina C para ajudar na absorção.


Reforça a imunidade: A maca peruana também é conhecida por funcionar como um tônico revigorante.De acordo com a nutricionista Roseli, ela é conhecida como uma planta adaptógena, que como o próprio nome sugere, auxilia na adaptação a condições adversas do ambiente, aumentando a força e a resistência muscular. "


Inimiga da osteoporose: “A indicação do uso da maca peruana pode funcionar como uma medida de prevenção da osteoporose, já que 100 g oferecem 150 mg de cálcio", afirma o nutrólogo Navarro. Fazendo uma comparação, 100 g de leite oferecem cerca de 100 mg do mineral. A prática regular de exercícios e a exposição solar saudável também são recomendadas para evitar a osteoporose.


Calmante da menopausa: "A maca alivia os sintomas comuns da menopausa, como ondas de calor, sem os efeitos colaterais de tratamentos químico-hormonais disponíveis no mercado", aponta a nutricionista Roseli.A atuação do alimento sobre os níveis hormonais é, até o momento, a melhor hipótese para explicar a relação.Diminuição da fadiga, elevação na libido e barreira contra a desidratação da pele são algumas das características observadas com o consumo do alimento.



Além de melhorar a fertilidade, a Maca Peruana também parece possuir propriedades que estimulam a produção de hormônios pelo organismo. Isto a torna útil no tratamento de deficiências hormonais, sendo talvez a melhor alternativa natural para injetar hormônios externos no corpo.
Vários homens relataram ereções mais fortes e que ao mesmo tempo duravam por maiores períodos, melhorando o prazer sexual. No Peru, muitos homens e mulheres usam a planta para melhorarem a sua vida sexual. A erva está ficando cada vez mais popular em todo o mundo, particularmente nos os EUA, Europa e Japão como um suplemento dietético para reforçar a vitalidade.


Efeitos Colaterais e Contra-Indicações
A raiz da planta tem uma longa história de uso sem problemas de toxicidade. Ao contrário de ervas medicinais que podem ter vários efeitos negativos quando usadas indevidamente, esta não tem toxicidade conhecida, sem contar que faz parte da dieta diária de muitos peruanos nativos desde antes da chegada dos conquistados espanhóis. Pesquisadores concluíram que a planta não tem potencial de toxicidade, podendo considerar o seu uso a longo prazo como suplemento alimentar.
A erva não possui restrições de uso durante a gravidez. Na verdade, A Maca-Peruana mantém os níveis de progesterona alta e os hormônios em equilíbrio, o que é benéfico para uma mulher grávida que está em seu primeiro trimestre de gestação. A grande quantidade de sais minerais, aminoácidos e vitaminas na raiz também a tornam um suplemento pré-natal nutricional.

Alguns efeitos colaterais podem ocorrer ao iniciar o uso do pó de Maca Peruana, vez que podem ocorrer sintomas de desintoxicação, principalmente em pessoas acostumadas a consumir somente alimentos processados e cozidos. Pessoas com qualquer condição de doenças crônicas, doenças hepáticas (como insuficiência hepática, cirrose ou hepatite), doenças renais (como insuficiência renal) e alergias (alergias a alimentos, corantes e conservantes) só devem utilizar a maca com recomendação médica.

Para finalizar, uma reportagem sobre os benefícios da Maca que gerou toda essa discussão: